Nostalgia

Desculpem mas não resisto hoje a por mais isto aqui!

Balada de Despedida do 5º ano Jurídico de 88/89

Sentes que um tempo acabou
Primavera de flor adormecida
Qualquer coisa que não volta, que voou
Que foi um triunfar na tua Vida.

E levas em ti guardado
Um choro de uma balada
Recordações do passado
O bater da velha cabra.

Capa negra de Saudade
No momento da partida
Segredos desta cidade
Levo comigo para a Vida.

Tu sabes que desenho do adeus
É fogo que nos queima devagar
E no lento cerrar dos olhos teus
Fica a esperança de um dia aqui voltar.

3 comments:

di said...

esta balada tem uma carga...jesus ave maria mae de Deus! LOL

Basta ouvir e sentir...Sei k tu a sentes MESMO! :)


DURA PRAXIS SED PRAXIS!

Salve Veteranorum literae praxis laudat! ***

Gwen said...

Muito bonita a Balada :)

PPFU@FFU said...

Pq sei q sentes aqueles trapos pretos e brancos como eu só tenho uma coisa a dizer:

Enquanto formos vivos ela nunca morrerá!

Por isso ja Sabes, A NÓS AOS NÓSSOS E OS OUTROS.....