Se não fosse tão patético seria anedota.



Outro dia falava dos instalados e da promoção dos incompetentes a lugares de chefia em Portugal. Nem de propósito, o jornal Público brinda-me com este presente. Leiam e, se não chorarem, tenho a certeza que se irão rir. 

Com que então, um jovem de 26 anos, sem ensino superior, sem currículo relevante (pelos vistos)  e ficou a ganhar, pasmem-se 3950 € por mês. Melhor ainda, vivia nunca casa da Câmara Municipal de Lisboa com uma renda de 48 € por mês. A isto ainda se acrescenta os subsídios que recebeu para criar uma empresa que, pelo que percebi, não se sabe muito bem o que faz.

Reparem-me bem, 26 anos, sem nenhuma competência para cargos dirigentes, a ganhar uma quantia que para muitos, mesmo no fim de carreira, é apenas um sonho. 

No final disto tudo, depois de andar a estudar os anos que andei, depois de duas faculdades e suor para chegar a algum lado, vejo-me perante estas insanidades. Começo a aperceber-me que fiz um erro na minha vida: deixei a minha consciência meter-se entre mim e um cartão de militante de um qualquer partido; nem importa qual pois qualquer um servia.

Agora vou calar-me e vou dormir de tão embasbacado que fiquei. P'á **** que pariu este país todo.

7 comments:

Em@ said...

é , não é, Elenáro?
o que tu dizes, digo eu, também, que sou mais velha do que tu.até dá raiva ver como nos têm comido as papas na cabeça e nós continuamos todos uns moles!
########### a todos!
beijo

Em@ said...

esqueci-me de dizer que amei o gato! ;)

Manuel e Mimi Peixoto said...

"...suor para chegar a algum lado..."

Suor há muito Lágrimas também!

Mas falta o Sangue!!! Para quando o sangue libertador?

Elenáro said...

Em@

É revoltante senão mesmo nojento.

Salva-se o gatito que lá um teor cómico à coisa.

Bj.

Elenáro said...

Manuel

Começo a pensar, também, que isto só vai mudar mesmo pela razão da força, como disse aqui alguém disse aqui há tempos. É que pela força da razão não me parece que venha a mudar jamais.

Miguel Loureiro said...

Elenáro
Querias ficar rico por saber mais do que a média do povo? Só tens direito a sentir a infelicidade e a revolta mais depressa.
Está provado (estatísticas) que quem tem sucesso na vida, não teve sucesso na Escola. Uma coisa não dá com a outra, apesar do marketing...
Aguenta, que professor proletarizado, vai ganhar como proletário (da china).
Mas não desistas! Estuda meu filho e serás um homem (diziam os nossos pais)...

Elenáro said...

Miguel

Rico? Só por saber mais do que a média não. Por isso não. Mas gostava de facto que tivesse sido um empurrão. Infelizmente em Portugal não.

É como dizes, só se tem direito a perceber a miséria que nos rodeia. Nestas alturas, fico sempre convencido que a ignorância é mesmo sinónimo de felicidade.

Diziam os teus e diziam os meus quando eu tinha idade para isso. Agora é mais: não sei o que ainda andas a tentar fazer aqui em Portugal...