Vale a pena ser bonzinho?

Como forum interactivo que este blog pretende ser também, hoje, por esta hora exacta, (12:43) será publicado o primeiro posto elaborado por um dos insanos leitores que aqui vem ler esta alarvidade de loucura "textualo-argumentativa". O leitor em causa é o senhor EU.
O texto do referido leitor é então o que se segue.
Bom dia, tarde, ou noite, conforme a hora a que tenham uma paragem cerebral e se lembrem de ler um texto redigido por mim (lembrem-se que perante a lei ignorância não iliba uma pessoa d'um crime…)….

Antes de dar inicio à minha diarreia mental queria deixar uma palavra ao cromo dono deste blog:
É um privilégio ter autorização pra escrever aqui! O resto já sabes, se tiveres dúvidas também já sabes… ;p

(se ainda estão a ler isto agora é altura em que deveriam entorpecer os vossos sentidos, e inteligência, com uma qualquer droga +/- legal)

Vale a pena ser bonzinho?

A minha resposta, e para vos poupar tempo e não terem de ler o texto todo, é SIM!

Não me perguntem porquê, mas a verdade é que quando um homem é mais rude com uma mulher e talvez até mesmo um pouco abusivo, acaba por a conquistar mais facilmente que algum que a ouça verdadeiramente, e se preocupe com ela e com seu bem estar... Esse passa logo a "amigo" e por muito que goste da mulher/jovem/menina/chamem-lhe apito, perceberam ao que me referia, nunca passará de amigo... Talvez chegue a melhor amigo, mas não mais!
Esse tal bonzinho pode saber tudo da vida dela, até mesmo dormir com ela na mesma cama, mas a meio da noite ela é bem capaz de se levantar porque o "bad boy" está à porta dela para irem para disco ou para não sei bem onde... No dia seguinte lá está ela a ligar porque afinal o outro só lhe queria era saltar p'ra cima, e o bonzinho a tentar convence-la que o outro é que foi mau e que ela não o merecia porque é melhor que ele (será??)...

Dá p'ra perceber? Se nunca se tivessem contado as histórias ou feito montes infindáveis de filmes com histórias parecidas, talvez... Mas, não sendo eu o caso, só me resta uma conclusão mulher gosta de sofrer...

Claro que algumas leitoras já estão a pensar: "Eu até namoro com um bonzinho…" talvez seja verdade. Para vocês tenho uma pergunta: E apesar disso nunca houve um "bad boy" que "mexesse" com vocês? ;)

Porque não percebem que o gajo que veste a roupinha de marca e diz as coisas certas no momento certo, mas não se preocupa com vocês, não presta e o que nem se veste lá muito bem, não faz a barba, e até era difícil ser mais feio, mas se preocupa com o que vocês gostam, e até dão valor à vossa inteligência é o bom partido?????

Não se esqueçam é que há algumas entre vocês que já descobriram isso e um dia destes, quando quiserem dar o salto com o vosso bonzinho de estimação, ele pode já estar comprometido com alguém que lhe deu valor a tempo e horas...

Portanto nós gajos temos duas hipoteces: ou somos uns cabrões e papamos as gajas todas ou somos bonzinhos e ninguém nos dá o devido valor...

Cada um escolhe o que quer, eu digo desde já que me considero um bonzinho, e sim sou feliz assim!
Porquê?
Não é por causa da quantidade de "meninas" com quem já namorei (porque esse número é muito reduzido e quase ridículo nos dias que correm), mas sim porque sigo os meus valores, e não os comprometo por um rabo de saia… Os fins nunca justificam os meios! Quem gosta gosta, quem não gosta, azar não sabe o que perde!

Agora lá por ser bonzinho, não interpretem isso como sendo um cromo que deixa que abusem dele. Empurrem vezes suficientes um de nós e somos bem capazes de pegar num "pau" e abrir as vossas cabecinhas para vos fazer entender que até nós temos os nossos limites…..

Para finalizar deixo-vos com uma pergunta para reflectirem:
Qual o papel da cera dos ouvidos na produção do aço alemão?

3 comments:

Elenáro said...

Eu só tenho três comentários a fazer a isto tudo:

1- A Felicidade está na razão directa da Sacanice (salvo certas descontinuidades na função esporádicas)! (mau feitio sim... eu sei!) :P

2- Há muita gente por aí sem olhos na cara. Sim gente, porque também há por aí muito "santo" que não vê o que tem a frente dos olhos.

3- O papel da cera dos ouvidos na produção do aço alemão é certamente a lubrificação da maquinaria necessária a produção do mesmo...

Por último, gostaria de dar os parabéns pelo excelente post do senhor plmota.

Já agora convido outros leitores a deitarem para fora um pouco do mau feitio que, desesperadamente procura libertar-se. Enviem os vossos posts para:

desvarios.de.um.louco@gmail.com

Di said...

“Não me perguntem porquê, mas a verdade é que quando um homem é mais rude com uma mulher e talvez até mesmo um pouco abusivo, acaba por a conquistar mais facilmente que algum que a ouça verdadeiramente, e se preocupe com ela e com seu bem estar...”

Isto não e inteiramente verdade…lool depende bastante da mulher em kestão…nem tds ficam fascinadas com esse tipo de abordagem e mtas vezes quanto maior o grau de rudeza e abuso maiores as probabilidades de levarem um grande pontapé no traseirinho…nem tudo convence nem todas se deixam convencer. A questão é k nem se da valor a kem realmente o tem e merece, assim como nem sempre se consegue corresponder da mesma maneira a alguém k gosta verdadeiramente de nos, por muito k o queiramos.

Relativamente à pergunta:

"Porque não percebem que o gajo que veste a roupinha de marca e diz as coisas certas no momento certo, mas não se preocupa com vocês, não presta e o que nem se veste lá muito bem, não faz a barba, e até era difícil ser mais feio, mas se preocupa com o que vocês gostam, e até dão valor à vossa inteligência é o bom partido?????"

Axo k a resposta se resume a isto?
"o amor e cego"! cego, surdo, mudo, aluginogenico, entorpecedor, bla bla bla...e por uma kualker razão inexplicável nem sempre gostamos do partido "certo"...simplesmente gostamos e ponto(.)Por vezes estamos de tal forma iludidas e "vidradas" no "bad boy" que podemos ter o melhor dos seres mesmo a frente do nosso nariz sem darmos por isso...e triste mas acontece a mt boa gente.

Não se pode forçar ou obrigar uma pessoa a gostar de nos e não de outra... e ainda k no papel de “somente amigo" , por vezes, percebamos k o "outro" só ker aproveitar-se e "tirar uma casquinha",ha kem precise bater com a cabecinha na parede para cair na realidade...e perceber e ver por ela própria "em k cama se anda a deitar"

Vale a pena ser bonzinho?

a minha resposta é : vale a pena seres tu próprio! Se o outro lado não pode, não ker ou não te sabe dar valor..."temos pena"( uma expressão k me irrita solenemente mas que se adequa perfeitamente à ideia k kero passar)
talvez sejas tu k lhe estas a dar demasiado valor...

Também gostava de perceber porke k as pessoas só valorizam o k têm e o k lhes dão de forma totalmente desinteressada, quando as perdem ou deixam de ter como algo garantido...mas e assim k funciona...pena k quando finalmente "se faz luz" possa ser já tarde demais…

Para terminar, apesar de perceber a tua perspectiva, axo k não se pode generalizar...acredita k há raparigas k entre o “bonzinho” e o”bad boy” escolhem o “bonzinho”...o problema e k nem todas sabem ou kerem discernir um e outro...e há sempre kem prefira uma boa "cara" a um bom "coração"...mas atenção nem todas avaliam os partidos pela roupa, marcas, carinha bonitinha e um corpo danone...tb vais encontrar mulheres k não se deixam iludir facilmente pela “embalagem” e k procuram e conseguem ver para alem da cortina...


beijoooo para o bloguista e o autor do post!***

marta said...

eu gosto dos 'bonzinhos' e dos 'mauzinhos'...é conforme o estado de espírito :)

para ser sincera, o que eu queria mesmo mesmo mesmo era um vampiro :P :P :P

beijoooooooooooooo****