Estado financia empresa da Mota-Engil - Bolsa - DN

Estado financia empresa da Mota-Engil - Bolsa - DN

Bonito isto! Mas agora tenho uma pergunta interessante para fazer: o que se vai fazer com esta informação?

Eu dou a resposta: nada. Assim vai o país das lamúrias. Se ao menos fosse assim, como em França mas não. Somos um país de bebés birrentos com greves para entreter criancinhas.

4 comments:

Anabela Magalhães said...

Infelizmente o povo português está longe da maturidade cívica do povo francês, prefere que tudo lhe caia do céu aos trambolhões... dentro do espírito "Nem lá vou, nem faço minga!"
Eu levanto-me e ergo a minha voz e o meu gesto de repúdio. Dia 6 de Novembro, um sábado retirado do meu querido e merecido descanso, marcharei sobre Lisboa. Dia 24 farei greve. E estou pronta para não lhe pôr fim imediato... mas, quem me segue?

Miguel Loureiro said...

Elenáro
Ia postar "isto", mas até enjoa! E chamam nomes ao Jardim e riem-se a apresentar a lista dos assaltos, e deixam a EDP subir a electricidade, e recebem a embaixada dos banqueiros, e...
Já viste quanto vais lerpar? Ora vê:
http://contra-faccao.blogspot.com/2010/10/funcionario-publico-rr-faculta-um.html

Ia dizer bfs, mas...

Elenáro said...

Muito longe mesmo, Anabela.

Mas sabes que, greves a um Sábado é precisamente o que se deve evitar. Greves a um Sábado e greves aos soluções.

Elenáro said...

Miguel

Contas à vida é o que toda a gente agora tem de andar a fazer. Todos menos os amigos dos grupinhos parlamentares.