A boa Educação de alguns professores





De facto, com professores que fazem posts destes (clique para aceder) não admira que a educação esteja como está. São estas as pessoas que depois se queixam da falta de Educação (e note-se que é com E maiúsculo) dos pais dos alunos. São estas as pessoas que se queixam que os alunos depois não têm Educação. Pois, percebo-o perfeitamente. São estas pessoas que os ensinam e os alunos até aprendem bem a lição. Lá se vão os valores humanistas e a intelectualidade dos professores pelo ralo e lá vem a brejeirice.

Mas ao fim e ao cabo, até se entende a linguagem. Afinal é algo comum no partido político que ele apoiou nas últimas eleições. É o modus operandi de lá. Por isso até faz todo o sentido.

Fala o dito professor (com p minúsculo, mas mesmo pequenino) que é uma questão da salubridade pública. Ora, claro, até por são só os homossexuais a fazerem sexo no carro. Os heterossexuais não. Até só o fazem depois do casamento e só para fins de procriação. E com o "material" todo devidamente desinfectado. Sim, até porque todos os heterossexuais masculinos e femininos lavam as mãos depois de ir ao WC fazerem as suas necessidades fisiológicas. Claro, porque higiene acima de tudo e não podemos cumprimentar os outros com as mãos sujas. E não nos vamos esquecer das famosas escarradas para o chão. É óbvio que os heterossexuais não cospem para o chão na via pública. Seria uma falta de higiene e salubridade pública.

Com isto tudo, não admira que haja os problemas que há na educação. Pena que, por professores assim, levem todos por tabela. É que a questão não é o gostar ou deixar de gostar ou seque aceitar/tolerar a homossexualidade. A questão aqui é mesmo a falta de nível da pessoa em questão que, devido à sua profissão, deveria ter mais tento na língua.

Mas há uma coisa na qual o Reitor tem toda a razão. A campanha está mal direccionada. Os maiores transmissores de HIV/SIDA não são os homossexuais mas sim os heterossexuais acima dos 50 anos que recorrem à prostituição não protegida e que depois vão para casa infectar as esposas. Se calhar era mais por aí que a campanha devia de ir. Nesse ponto dou-lhe razão.

É óbvio que tal campanha seria utópica pois seria chamar a atenção para a hipocrisia da sociedade, sobretudo, destes falsos moralistas que deviam de dar aulas mas era no Irão. Ah pois, não devem querer. Lá não podem levar a vida que levam cá. Lá teriam de viver conforme eles aqui exigem aos outros que vivam. Pois... Hipocrisia, demagogia e ignorância pura no seu melhor. Devíamos todos estar contentes por este nível e qualidade entre os Professores.

1 comment:

Lelé Batita said...

Elenáro
Pela pertinência de que se revestem, reproduzi alguns comentários num novo post, aqui:
http://peroladecultura.blogspot.com/2010/01/acordo-ortografico-discordia-acesa-2.html
Obrigada pela colaboração.
Abraço.
Lelé