Aí Mário Crespo... Acho que te descobriram a capota...

Umas interessantes declarações de Mário Crespo. Depois ainda dizem que não tenho razões para duvidar da seriedade e da qualidade deste cavalheiro.



Coisas a reter (peço já desculpa pelas virgulas e algumas palavras comidas na transcrição):

"Eu acho que sou conservador (...)"
"[conservadorismo] que eu professo é parecido com o conservadorismo britânico de há uns 20, 30 anos. Um bocadinho de Margaret Tatcher"

É sempre bom saber que Mário Crespo ficou parado no tempo há 20, 30 anos. É bom saber que Mário Crespo defende que se dê cabo de um país como deu Margaret Tatcher (salvou-se lá com a invasão das Malvinas/Falkland).

Mas afinal, até se compreende. Reparem no que ele diz sobre Sócrates.

"No primeiro mandato do Sócrates creio que não votei Sócrates."
"No segundo, provavelmente, votarei Sócrates"

Bem... Primeiro é crer pois não tem a certeza em quem vota. Depois já pensa em votar nele à segunda. Curioso isto quando olhado de hoje para trás.

"Jornalista: Porque votaria em Sócrates?"
"Mário Crespo: Porque não? Em quem mais?"

Ah, pois é... ou melhor era. Parece que hoje já havia afinal alternativas... Isso ou ele simplesmente não sabe o que diz o que me parece ser a opção mais acertada.


Fico-me por aqui. Vejam o vídeo e confirmem.

Agora pergunto, afinal é para isto que a liberdade de imprensa serve em Portugal? Dizer mal, levantar suspeitas sem provas concretas e ainda por cima atirar pedras quando se tem telhados de vidro? Não entro na onda de dizer que Mário Crespo está louco. Tenho a certeza que não está. Agora senil... Isso já não garanto nada...

Deixo também um link para outro desenvolvimento do caso. Podem aceder clicando aqui.

2 comments:

Miguel Loureiro said...

Elenáro
De quando é a entrevista? Anterior ou posterior às eleições legislativas?

Penso que confundes o mensageiro com a mensagem. Por impossível que pareça, o Crespo pode estar fora de data, mas os comentários/opiniões que dá, são da maior clarividência, isenta de provas, ou melhor, por excesso de indícios, que é a mesma coisa, para o povo como nós, que se move dentro do território da realidade.
Resumindo, o Crespo está xexé e o PM e quadrilha?

Elenáro said...

A entrevista é do inicio de 2009 segundo creio Miguel.

Mas a questão aqui não é defender o governo. Nem de perto nem de longe quero fazer semelhante coisa. Já estou farto do Sócrates e da sua governação centralista, despesista e outras coisas acabadas em "ista".

Essa não é a minha questão pois aí só um ceguinho é que não vê o que se está a passar.

Também não estou a criticar a opinião dele [Mário Crespo] à data da entrevista, até porque concordo com ela.

A questão é antes a seguinte: as coisas mudaram desde as eleições legislativas até hoje? Mudou a situação política? A resposta é não. Estão lá as mesmas caras.

Por isso é de estranhar que o Mário Crespo esteja a ser sério quando há um ano diz que não quer Manuela Ferreira Leite e que não há mais ninguém sério e capaz e tudo o mais que disse na entrevista e agora vem dizer que não quer Sócrates.

O senhor faz birra porque lhe disseram que iriam verificar alguns factos no seu artigo e depois o publicariam caso se confirmassem. A isto chama-se jornalismo responsável. Mário Crespo, que nem um pirralho mimado, diz que ou lhe publicam a coisa agora ou vai-se embora. Pior, o senhor faz um artigo de opinião, que é mais do que isso, onde faz acusações na base de um EMAIL de ALGUÉM que estava sentado na mesa AO LADO de José Sócrates e ouviu uma conversa. Isto é jornalismo irresponsável e de má fé.

Já imaginaste o que era agora o Sócrates começar a vir a fazer declarações a acusar aqueles que em conversas de café dizem mal dele? Era um autêntico festival!

Mário Crespo é arrogante, sem razão, e lida mal com a critica. Algo em comum com outras que também foram "afastadas". Faz birra e procura vingança. Enquanto isso aproveita para fazer marketing ao seu novo livro...

Finalmente, é de estranhar muito que o senhor, pelos vistos, nem saiba quem é o seu patrão...

Resumindo Mário Crespo ou está de má fé nesta palhaçada toda ou está senil. Ninguém no seu perfeito juízo diz uma coisa hoje e amanhã outra sem os factos terem mudado. Por isso tenho que discordar quando dizes que as opiniões dele são sérias. Pelo menos hoje em dia não o podem ser.

E quanto à tua pergunta sobre o governo... Esses estão todos tudo menos xexés. Esses sabem muito bem o que andam a fazer e não é de agora nem é só este PM. A questão que podes levantar é: o que andam a fazer andam a fazê-lo pelo bem da nação?

Aí respondo-te: não, obviamente que não.

Cumprimentos, Miguel Loureiro.