Dúvidas Cristãs - Um post do blogue Pérola de Cultura




Porque achei este post um excelente exemplo do quanto errada é a argumentação daqueles que [ab]usam dos manuscritos para defender valores e modos de vida contrários ao respeito pela dignidade da vida humana patentes na Bíblia e outros textos sagrados. 
Aqui fica então a repostagem.


"Recentemente, uma célebre animadora de rádio dos EUA afirmou que a homossexualidade era uma perversão: 'É o que diz a Bíblia no livro do Levítico, capítulo 18, versículo 22: Tu não te deitarás com um homem como te deitarias com uma mulher: seria uma abominação. A Bíblia refere assim a questão. Ponto final'. afirmou ela.

Alguns dias mais tarde, um ouvinte dirigiu-lhe uma carta aberta que dizia:

Obrigado por colocar tanto fervor na educação das pessoas pela Lei de Deus. Aprendo muito ouvindo o seu programa e procuro que as pessoas à minha volta a escutem também. No entanto, eu preciso de alguns conselhos quanto a outras leis bíblicas.

- Por exemplo, eu gostaria de vender a minha filha como serva, tal como nos é indicado no Livro do Êxodo, capítulo 21, versículo 7. Na sua opinião, qual seria o melhor preço?

- O Levítico também, no capítulo 25, versículo 44, ensina que posso possuir escravos, homens ou mulheres, na condição que eles sejam comprados em nações vizinhas. Um amigo meu afirma que isto é aplicável aos mexicanos, mas não aos canadianos. Poderia a senhora esclarecer-me sobre este ponto? Por que é que eu não posso possuir escravos canadianos?

- Tenho um vizinho que trabalha ao sábado. O Livro do Êxodo, capítulo 25, versículo 2, diz claramente que ele deve ser condenado à morte.
Sou obrigado a matá-lo eu mesmo? Poderia a senhora sossegar-me de alguma forma neste tipo de situação constrangedora?

- Outra coisa: o Levítico, capítulo 21, versículo 18, diz que não podemos aproximar-nos do altar de Deus se tivermos problemas de visão.
Eu preciso de óculos para ler. A minha acuidade visual teria de ser de 100%? Seria possível rever esta exigência no sentido de baixarem o limite?

- Um último conselho. O meu tio não respeita o que diz o Levítico, capítulo 19, versículo 19, plantando dois tipos de culturas diferentes no mesmo campo, da mesma forma que a sua esposa usa roupas feitas de diferentes tecidos: algodão e polyester. Além disso, ele passa os seus dias a maldizer e a blasfemar. Será necessário ir até ao fim do processo embaraçoso que é reunir todos os habitantes da aldeia para lapidar o meu tio e a minha tia, como prescrito no Levítico, capítulo 24, versículos 10 a 16? Não se poderia antes queimá-los vivos após uma simples reunião familiar privada, como se faz com aqueles que dormem com parentes próximos, tal como aparece indicado no livro sagrado, capítulo 20, versículo 14?

Confio plenamente na sua ajuda."

Texto de autoria desconhecida enviado pela nossa colaboradora Carmela. 

2 comments:

Vitor Manuel said...

"Bíblia no livro do Levítico, capítulo 18, versículo 22: Tu não te deitarás com um homem como te deitarias com uma mulher: seria uma abominação"

E seria. Aliás é uma impossibilidade. Se pensarem um pouco, não muito (se não só pensam em sexo), certamente compreendem que sendo o levítico um texto do antigo testamento, temos de analisar o sexo no contexto judaico.
Na época os judeus aceitavam o sexo apenas para procriar, para as mulheres ficarem prenhas e terem crias, ou seja, anal nem pensar. Logo, apesar dos judeus hetero também fazerem anal nas suas mulheres (é óbvio que ninguém dizia o que fazia), o texto apesar das distorções e adaptações ao longo destes milénios, faz sentido porque simplesmente o buraco do passivo é atrás e não à frente. Parece-me óbvio.
:P

Elenáro said...

Essa do sexo para a procriação é um conceito mais Católico que outra coisa qualquer... Digo eu.

Mas visto do ponto de vista do teu raciocínio, de facto, torna-se impraticavel dois homens deitarem-se como se deitam um homem e uma mulher. Wrong hardware... Quem o tenta ver-se-á numa situação complicada... :P

Agora falando mais a sério, o curioso é que este este pensamento, patente em Levítico, refere-se à homossexualidade masculina mas deixa de fora a feminina... Mais curioso ainda é constatar a não-evolução da mentalidade de "machos latinos" em todo este tempo que passou desde que estes textos foram escritos até hoje. Hoje em dia, os heterossexuais masculinos continuam a não ver a homossexualidade feminina como algo reprovável. Pelo contrário até, são capazes de a incentivar.

O que eu me pergunto é se estas criaturas de Deus, na sua infinita sapiência, já pensaram que se duas mulheres são lésbicas não se deitarão com eles na cama, nunca. Eu acho que eles ainda continuam a acreditar que um dia ainda levarão duas lésbicas para a sua cama...

É o que acontece quando se quer usar a parte errada do corpo para pensar...

Depois caímos no erro de ver estes textos desprovidos de contexto nas sociedades de hoje a terem validade só para aquilo que é conveniente. Depois vemos loucos a atirarem-se com bombas contra qualquer coisa. Depois vemos loucos a quererem ter armas nucleares. Depois vemos loucos a perdoarem as violações de crianças por padres e afins. Conclusão, o mundo está louco.