O caminho para as eleições legislativas 2009 - Entrevista de Judite de Sousa a Sócrates

Não vou perder muito tempo com isto porque não há muito para dizer. Foi um Sócrates "cordeiro" e que disse aquilo que se esperava. Bem ou mal, se ganhar vem mais do mesmo. Fica a cada um agora decidir se acha que ele fez bem ou mal e pensar se quer mais do mesmo.

Pergunto-me também, e já que foi ele que trouxe isso ao debate, se é tão a favor do casamento homossexual e tal e coisa, então porque não aprovou a proposta sobre o mesmo do BE quando teve hipótese? Fica a dúvida.

No entanto, há uma outra coisa que gostaria de partilhar. De todo o discurso, chamem-me louco, mas a coisa que mais me ficou no pensamento foi quando ele disse qualquer coisa como: "uma grande parte dos meus grandes amigos são juízes".

Pois...

2 comments:

Miguel Loureiro said...

Elenáro
Ainda não ouvi a entrevista, mas com amigos destes, mais vale ter inimigos. Pela mesma lógica, eu disse lógica, mas devia dizer falácia, é que o PM deve ter muitos mais amigos professores e polícias e reformados e trabalhadores e desempregados. De certeza que tem poucos amigos nas finanças, na economia e nas empresas.
Como dizia o Savimbi, ele é amigo dos pobres e por isso não os pode eliminar...

Elenáro said...

A entrevista foi mais do mesmo Miguel. Andou às voltas a dizer o que sempre disse mas agora estilo cordeirinho. O lobo já era.

Mas tens razão naquilo de dizes. Se ele perder as eleições até gostava de saber para que empresa é que ele vai trabalhar. O Pina Moura foi para espanhola. O Fernando Gomes foi para a GALP se não estou em erro. O Sócrates deve de ir para a Microsoft não?